frases engraçadas

Posted in Uncategorized on fevereiro 13, 2009 by alissonrodrigues
  • Não fumo, não bebo e nem falo besteira. Puta que pariu, esqueci meu cigarro na porta do bar.

  • Eu não sou contra nem a favor, muito pelo contrário!

  • Do maracujá eu só não comi a Mara.

  • Quando um homem e uma mulher se casam eles se tornam um só. E a primeira discussão é saber qual dos dois.

  • Se você gastar todo seu dinheiro em Viagra, vai acabar ficando duro.

  • 97% da população não acredita nos políticos, e os outros 3% são os políticos.

  • Se nem Jesus admitia que a mãe dele fazia sexo, por que eu tenho que admitir?

  • Tudo tem um fim. Só a salsicha tem dois!

  • A única coisa que o cão precisa fazer para ser realmente o melhor amigo do homem é emprestar-lhe dinheiro.

  • A hierarquia é como uma prateleira: quanto mais no alto, mais inútil.

  • Se você consegue se manter calmo quando todos perderam a cabeça, provavelmente não entendeu a gravidade da situação.

  • 24 horas num dia, 24 cervejas numa caixa. Coincidência?

  • Já que mulher de amigo meu pra mim é homem, logo os meus amigos são bichas.

  • Hoje acordei querendo demais trabalhar… Deitei na rede e esperei a vontade passar!

  • Culpa é que nem pinto e eu ponho em quem eu quiser!

  • Malandro é o curupira que só faz gol de calcanhar.

  • Antes eu tinha amnésia, hoje não me lembro.

28 tipos de cocô

Posted in Uncategorized on fevereiro 13, 2009 by alissonrodrigues

1 – FANTASMA: Você sente sair, vê o bicho no papel, mas não tem nada na privada.

2 – CLEAN: Você sente sair, o bicho ta la na privada, mas o papel tá limpinho.

3 – MOLHADINHO: Depois de limpar a bunda umas cinquenta vezes ainda parece que não tá limpo. Então você embola papel higiênico entre o rabo e a cueca pra não borrar.

4 – GOSTINHO DE QUERO MAIS: Acabou de puxar a descarga, já puxou as calcas ate o joelho e de repente tem que começar tudo de novo.

5 – HEMORRAGIA CEREBRAL PELO NARIZ: Aquele que requer tanta forca que você fica todo roxo e quase tem um derrame.

6 – ESPIGA DE MILHO: Auto-explicativo.

7 – TORPEDO: Tão grande que da medo de puxar a descarga sem antes quebrar no meio com o cabo de uma escova de dentes.

8 – ALCOÓLICO ANÔNIMO: Aquele feito na manhã seguinte a uma noite de bebedeira. Deixa uma marca longitudinal na porcelana apos puxada a descarga.

9 – CHAMA O ENCANADOR: Tão grande que entope o vaso e a água transborda. Você deveria ter seguido a dica do “Torpedo”.

10 – CABELUDO: Aquele que você encontra na privada dois dias depois de expelido, quando a descarga não funciona. Naquela altura inchado ate ficar da grossura do seu antebraço.

11 – EMBORA EU QUEIRA: Quando você fica sentado com uma puta dor de barriga mas só peidando. Particularmente frustrante em banheiros públicos.

12 – CAMINHÃO BASCULANTE: Sai tao rápido que mal da tempo de sentar.

13 – AERÓGRAFO: Versão diarreia do “Caminhão Basculante”. Antes mesmo de você sentar, BUM! Uma carga explosiva recobre todo o interior do vaso de uma camada mais ou menos uniforme de respingos. A água continua limpinha.

14 – IOIÔ: Aquela que requer uma forca enorme para sair, e assim que ela bota cabecinha pra fora, você relaxa os músculos e ele volta para dentro.

15 – EFEITO ILHA: Uma massa marrom e disforme saindo pra fora da água.

16 – HÉRNIA DE DISCO: Variante do “Hemorragia”. Requer tanta forca que você acha que ta saindo de lado.

17 – ACHO QUE ESTOU PARINDO: Um cruzamento do “Torpedo” com o “Hérnia de Disco”. O produto assemelha-se, em tamanho e formato, a uma lata de batatinhas Pringle’s. Depois que sai sobra um espaço vazio no reto.

18 – RABO DE MACACO: Não para de sair, tipo pasta de dente. Você tem duas escolhas: ou ir puxando a descarga e continuar mandando brasa, ou arriscar-se a ver o bicho ir empilhando ate chegar na sua bunda.

19 – ACHO QUE ESTOU VIRANDO UM COELHINHO: Um monte de cocozinhos redondos que parecem bolinhas de gude e que fazem barulhinho ao cair na água.

20 – ELEVADOR: Desce de uma vez; movimento retilíneo uniforme.

21 – TARZAN: Só sai com auxilio vocal. (“HOOOOOOOOOOOOOOUUUOOUOOOOH”)

22 – PROMETO MASTIGAR MINHA COMIDA MELHOR: Quando o pacote de Doritos da noite passada parece vidro moído ao descer.

23 – MORREU UM BICHO AQUI DENTRO: Também conhecido como “Lixo Tóxico”. E claro que você não avisa ninguém do odor infecto. Em vez disso, você fica disfarçadamente perto da porta do banheiro fazendo forca pra não dar risada enquanto as pessoas saem correndo e engasgando ali de dentro.

24 – AINDA TEM UM PENDURADO: Tem que esperar pacientemente o ultimo pedaço cair, porque se você tentar limpar agora vai borrar tudo.

25 – LANÇA CHAMAS: Chamusca os pelinhos. Faz você jurar nunca mais chegar perto de acarajé.

26 – TONER: A única prova material de todo o seu esforço e um ligeiro escurecimento da água.

27 – PRIMOGÊNITO: Tão perfeito, marrom e saudável que da pena de puxar a descarga.

28- MIGUÉ: Poderia muito bem ser um “Primogênito”, mas se esconde no vão da privada antes que você possa apreciar…..

um dia de merda

Posted in Uncategorized on fevereiro 13, 2009 by alissonrodrigues

Aeroporto Santos Dumont, 15:30. Senti um pequeno mal estar causado por uma cólica intestinal, mas nada que uma urinada ou uma barrigada não aliviasse. Mas, atrasado para chegar ao ônibus que me levaria para o Galeão, de onde partiria o vôo para Miami, resolvi segurar as pontas. Afinal de contas são só uns 15 minutos de busão. “Chegando lá, tenho tempo de sobra para dar aquela mijadinha esperta, tranqüilo”. O avião só sairia às 16:30.

Entrando no ônibus, sem sanitários, senti a primeira contração e tomei consciência de que minha gravidez fecal chegara ao nono mês e que faria um parto de cócoras assim que entrasse no banheiro do aeroporto. Virei para o meu amigo que me acompanhava e, sutil, falei: “Cara, mal posso esperar para chegar na merda do aeroporto porque preciso largar um barro”. Nesse momento, senti um urubu beliscando minha cueca, mas botei a força de vontade para trabalhar e segurei a onda. O ônibus nem tinha começado a andar quando, para meu desespero, uma voz disse pelo alto falante: “Senhoras e senhores, nossa viagem entre os dois aeroportos levará em torno de 1 hora, devido às obras na pista”. Aí o urubu ficou maluco querendo sair a qualquer custo. Fiz um esforço hercúleo para segurar o trem merda que estava para chegar na estação ânus a qualquer momento. Suava em bicas.

Meu amigo percebeu e, como bom amigo que era, aproveitou para tirar um sarro. O alívio provisório veio em forma de bolhas estomacais, indicando que pelo menos por enquanto as coisas tinham se acomodado. Tentava me distrair vendo TV, mas só conseguia pensar em um banheiro, não com uma privada, mas com um vaso sanitário tão branco e tão limpo que alguém poderia botar seu almoço nele. E o papel higiênico então: branco e macio, com textura e perfume e, ops, senti um volume almofadado entre meu traseiro e o assento do ônibus e percebi, consternado, que havia cagado. Um cocô sólido e comprido daqueles que dão orgulho de pai ao seu autor. Daqueles que dá vontade de ligar pros amigos e parentes e convidá-los a apreciar na privada. Tão perfeita obra, dava pra expor em uma bienal. Mas sem dúvida, a situação tava tensa. Olhei para o meu amigo, procurando um pouco de solidariedade, e confessei sério: “Cara, caguei”.

Quando meu amigo parou de rir, uns cinco minutos depois, aconselhou-me a relaxar, pois agora estava tudo sob controle. “Que se dane, me limpo no aeroporto” – pensei. “Pior que isso não fico”. Mal o ônibus entrou em movimento, a cólica recomeçou forte. Arregalei os olhos, segurei-me na cadeira, mas não pude evitar e, sem muita cerimônia ou anunciação, veio a segunda leva de merda. Dessa vez, como uma pasta morna. Foi merda para tudo que é lado, borrando, esquentando e melando a bunda, cueca, barra da camisa, pernas, panturrilha, calças, meias e pés. E mais uma cólica anunciando mais merda, agora líquida, das que queimam o fiofó do freguês ao sair rumo à liberdade. E depois um peido tipo bufa, que eu nem tentei segurar, afinal de contas o que era um peidinho para quem já estava todo cagado. Já o peido seguinte, foi do tipo que pesa. E me caguei pela quarta vez.

Lembrei de um amigo que certa vez estava com tanta caganeira que resolveu botar modess na cueca, mas colocou as linhas adesivas viradas para cima e quando foi tirá-lo levou metade dos pêlos do rabo junto. Mas era tarde demais para tal artifício absorvente. Tinha menstruado tanta merda que nem uma bomba de cisterna poderia me ajudar a limpar a sujeirada. Finalmente cheguei ao aeroporto e, saindo apressado com passos curtinhos, supliquei ao meu amigo que apanhasse minha mala no bagageiro do ônibus e a levasse ao sanitário do aeroporto para que eu pudesse trocar de roupas. Corri ao banheiro e, entrando de boxe em boxe, constatei a falta de papel higiênico em todos os cinco.

Olhei para cima e blasfemei: “Agora chega, né?” Entrei no último, sem papel mesmo, e tirei a roupa toda para analisar minha situação (que conclui como sendo o fundo do poço) e esperar pela minha salvação, com roupas limpinhas e cheirosinhas e com ela uma lufada de dignidade no meu dia.

Meu amigo entrou no banheiro com pressa, tinha feito o “check-in” e ia correndo tentar segurar o vôo. Jogou por cima do boxe o cartão de embarque e uma maleta de mão e saiu antes de qualquer protesto de minha parte. Ele tinha despachado a mala com roupas. Na mala de mão só tinha um pulôver de gola “V”. A temperatura em Miami era de aproximadamente 35 graus.

Desesperado, comecei a analisar quais de minhas roupas seriam, de algum modo, aproveitáveis. Minha cueca joguei no lixo. A camisa era história. As calças estavam deploráveis e, assim como minhas meias, mudaram de cor tingidas pela merda. Meus sapatos estavam nota 3, numa escala de 1 a 10. Teria que improvisar. A invenção é mãe da necessidade, então transformei uma simples privada em uma magnífica máquina de lavar. Virei a calça do lado avesso, segurei-a pela barra, e mergulhei a parte atingida na água. Comecei a dar descarga até que o grosso da merda se desprendeu.

Estava pronto para embarcar. Saí do banheiro e atravessei o aeroporto em direção ao portão de embarque trajando sapatos sem meias, as calças do lado avesso e molhadas da cintura ao joelho (não exatamente limpas) e o pulôver gola “V”, sem camisa. Mas caminhava com a dignidade de um lorde.

Embarquei no avião, onde todos os passageiros estavam esperando “O RAPAZ QUE ESTAVA NO BANHEIRO” e atravessei todo o corredor até o meu assento, ao lado do meu amigo que sorria. A aeromoça se aproximou e perguntou se precisava de algo. Eu cheguei a pensar em pedir 120 toalhinhas perfumadas para disfarçar o cheiro de fossa transbordante e uma gilete para cortar os pulsos, mas decidi não pedir: “Nada, obrigado. Eu só queria esquecer este dia de merda!”

FIFA 09 terá novo modo de jogo

Posted in Uncategorized on fevereiro 13, 2009 by alissonrodrigues

fifaut_037v2A EA Sports decidiu colocar para download a partir de 19 de Março um novo modo de jogo para o conhecido FIFA 09, versão PS3 e Xbox, com o nome de FIFA 09 Ultimate Team. Este permite aos utilizadores criar a sua própria equipa e contratar, ou criar, os melhores jogadores do planeta para se juntarem ao seu Dream Team de modo a competirem online contra outras equipas.

Os utilizadores têm total liberdade para criar – desde equipamentos a estádios, de emblemas a jogadores – e utilizar as suas próprias tácticas para conquistar os 30 diferentes tipos de cartas virtuais de bronze, prata e ouro que poderão posteriormente ser trocadas para contratar um treinador melhor.

Andrew Wilson, vice-presidente e produtor executivo da franchise, considera que “foi criado um jogo dentro do jogo, proporcionando uma nova forma estratégica de jogar FIFA 09 que irá criar centenas de horas de tempo de jogo”.

bitefight

Posted in Uncategorized on fevereiro 13, 2009 by alissonrodrigues

bitefight bitfightrm3é um jogo que coloca em combate mortal os dois seres que antes
foram “amigos” Em uma batalha entre Vampiros e Lobisomen
esse mmrpg trava uma luta épica em que você deve escolher
um dos lados e seguir o jogo em combate.

Uma dica importante é que quanto mais mais evoluída
estiver residência do seu avatar, mais objetos poderão ser
guardados dentro dela. Ainda aqui, sempre lembre que por cada
nível de evolulção da sua residência a
defesa é aumentada em um ponto, o que te prepara para ataques
inimigos. Porcure no forum meios de evoluir estes aspéctos no
seu jogo.

Quanto mais armas e objetos no BiteFight mais você estará
preparado, suas habilidades de luta para os combates ao inimigo, sendo
lobsomem ou vampiro, será de grande vantagem.

Em outros lugares do jogo você poderá encontrar meios de
evoluir no BiteFight tanto trabalhando, lutando e encontrando outros usuários com quem você poderá trocar experiências: Na taberna, gruta, mercado, biblioteca e loja VooDoo.

O FAQ do BiteFight está em inglês, mas no fórum do site você encontrará manuais feito pelos usuários. Passar um tempinho vendo as dicas
pode ser melhor do que qualquer faq. Ganhar poderes, trocar de
raça e encontrar lugares, armas, objetos e formas de obter ouro
no BiteFight fica mais fácil depois das dicas dentro do forum.
Boa Sorte!

e para aqueles que gostam de bite,teremos um novo update que entrara em vigor daqui a algumas semanas,ainda ão esta definido mais entrara em vigor em brev.

para os que querem saber mais sobre este novo update ai fica o linpara voces verem:

http://board.bitefight.com.pt/index.php?page=Thread&postID=559242#post559242

é galerinha do meu brasil e de portugal…este update sera otimo para aqueles que gostariam de combates fora do nvl…com esta casa do sofrimteno naum teremos mais gente reclamando pois la é voce msm quem entra e sai…

novo update,novos tempos…

um bom jogo a todos…

Hello world!

Posted in Uncategorized on fevereiro 13, 2009 by alissonrodrigues

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.